O momento em que você começa o sexo pode ser determinado por seus genes

A idade em que perdemos a virgindade geralmente é muito variável, assim como o número de filhos que teremos ou nossa entrada na puberdade. Todos esses fatores parecem bastante ambientais: dependerão da educação, dos pais, de nossas amizades etc. Porém, nossa doação genética também pode determinar esses fatores.

É o que sugere um estudo recente preparado por cientistas do Conselho de Pesquisa Médica da Universidade de Cambridge (Reino Unido). Nossas aventuras sexuais, então, seriam parcialmente influenciadas por 38 variações genéticas associadas a comportamentos sexuais e reprodutivos.

Este estudo, publicado na revista Nature Genetics, é o primeiro que aborda esses fatores sexuais do ponto de vista genético, e não ambiental. Para realizar o trabalho, os dados do DNA de mais de 380.000 sujeitos. 125.000 deles (59.000 homens e 66.300 mulheres) em um biobanco britânico, outros 241.000 em um registro populacional da Islândia e, finalmente, outros 20.000 americanos.

A idade de iniciação ao sexo e a idade do primeiro nascimento, por exemplo, tiveram um componente genético moderado, as quais foram influenciadas pelo início da puberdade. Como ele explica Ken Ong, co-autor do estudo:

Um exemplo é uma variante genética encontrada no CADM2, um gene que controla a atividade cerebral. Essa variante tem sido associada a uma personalidade com maior probabilidade de assumir riscos, e também à precocidade sexual e a um maior número de filhos.

Os genes, portanto, têm um papel moderado em nosso início sexual, mas não podem ser negligenciados, o que poderia ajudar a desenvolver estratégias mais eficazes para a educação sexual e a saúde pública.

Além disso, o tempo em que a puberdade ocorre caiu de 18 anos em 1880 para 12,5 anos em 1980, uma diminuição causada por mudanças na nutrição e no tamanho do corpo, entre outros.

Já foi demonstrado que a puberdade precoce e o rápido crescimento infantil afetam negativamente os riscos de doenças durante a vida adulta. Mas agora foram apontados os fatores que podem nos prejudicar em idades mais precoces, incluindo o início precoce das relações sexuais ou um nível educacional mais baixo.