50% das pessoas se lembram de coisas que nunca aconteceram

Popularmente, confiamos no que vemos e no que lembramos. O problema é que nem sempre podemos confiar em nossos olhos, muito menos do que nos lembramos. Embora estejamos completamente convencidos de que algo aconteceu, Eu posso não ter feito isso.

De fato, de acordo com um novo estudo do Departamento de Psicologia da Universidade de Warwick, cerca de metade de todas as pessoas poderia se lembrar de coisas falsas sem perceber.

No estudo realizado pela equipe Kimberley Wade Mais de 400 pessoas participaram, sugerindo que, se um grupo de indivíduos é informado sobre um evento completamente fictício em sua vida e imagina repetidamente que esse evento aconteceu, quase metade deles aceitaria que ele vivesse.

Imagine como algo assim, ainda não assumido em muitas áreas do cotidiano (como testemunhos judiciais), pode mudar a percepção da realidade de um coletivo, mesmo de um povo. Como ele aponta Kimberley Wade:

A descoberta de que grande parte das pessoas é propensa a desenvolver falsas crenças é importante. Sabemos de outras pesquisas que distorcer memórias pode influenciar os comportamentos, intenções e atitudes das pessoas.

Talvez em breve, como já estamos desistindo de dirigir carros para inteligências artificiais porque os seres humanos cometem muitos erros, também devemos recuperar memórias individuais e coletivas desse tipo de sistema.
Imagem | Tim Green aka atoach