É assim que as pessoas imaginam o rosto de Deus

A imagem que encabeça essa entrada é a face de Deus. Pelo menos, é uma imagem comum de como algumas centenas de católicos imaginam a face de seu deus.

Além do fato de a imagem ser um pouco sem sentido, sem valor, o interessante é o que cada católico valorizou como um rosto mais ou menos semelhante à sua idéia de Deus, revelando vários preconceitos, especialmente os chamados egocêntrico

O deus dos liberais

Psicólogos da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill usaram uma nova técnica construir a imagem com a ajuda de 511 cristãos americanos. Os participantes do estudo viram centenas de pares de rostos que variavam aleatoriamente e selecionaram qual rosto de cada par se parecia mais com o que eles imaginavam que seria de Deus.

Os vieses encontrados foram muito curiosos. Por exemplo, as percepções de Deus sobre as pessoas tendem a depender em parte de sua afiliação política. Os liberais tendiam a ver Deus como mais feminino, mais jovem e mais amoroso que os conservadores.

Publicidade

Os conservadores também viam Deus como mais caucasiano e mais poderoso que os liberais. Como ele explica Joshua Conrad Jackson, principal autor do estudo:

Esses preconceitos poderiam ter surgido do tipo de sociedade que os liberais e os conservadores desejam. Pesquisas anteriores mostram que os conservadores são mais motivados do que os liberais a viver em uma sociedade bem ordenada, que seria melhor refletida por um Deus poderoso. Por outro lado, os liberais estão mais motivados a viver em uma sociedade tolerante, que seria melhor representada por um Deus amoroso.

O mais novo acreditava em um Deus mais jovem. As pessoas mais atraentes fisicamente também acreditavam em um Deus mais atraente fisicamente. E os afro-americanos acreditavam em um Deus que parecia mais afro-americano do que caucasiano.

Todos pareciam concordar com o sexo: Deus é um homem, não uma mulher.