Agora, no seu bolso (ou na sua mão), existem 70 elementos diferentes da tabela periódica: o que você tem?

Raro é que na nossa mão ou no nosso bolso existam 70 elementos diferentes da tabela periódica. Isso acontece porque moramos junto com o smartphone e um smartphone funciona graças a essa quantidade inimaginável de elementos.

Entre os metais que nossas casas de smartphones são cobre, níquel, estanho, cobalto, índio, antimônio, ouro, prata, paládio ...

Propriedades eletrônicas

Todos esses elementos são usados ​​na construção de nossos dispositivos portáteis porque possuem propriedades eletrônicas muito importantes, ou pelos minúsculos e poderosos ímãs usados ​​no alto-falante e no motor de vibração.

Um smartphone, de fato, abriga a ordem de 85% de toda a terra disponível na tabela periódica, conforme explicado Lewis Dartnell em seu livro Origens:

Em nosso smartphone, há também uma série completa de elementos não metálicos, como carbono, hidrogênio e oxigênio em plásticos, bromo como retardante de chamas e silício para bolachas de microchip. Dos 83 elementos estáveis ​​(não radioativos) existentes, cerca de setenta são usados ​​na fabricação de um dispositivo de consumo diário, como um smartphone.

Atualmente, os microchips podem chegar a conter cerca de sessenta metais diferentes, mas, em 1990, esse número era de apenas 20.