BioRock, um experimento para estudar a interação de micróbios com rochas extraterrestres

O primeiro teste de biomineração extraterrestre e o primeiro uso de um reator de mineração em miniatura protótipo no espaço, BioRock, ocorreu na Estação Espacial Internacional (ISS).

Este é o primeiro estudo de como os micróbios crescem e alteram as rochas planetárias na microgravidade e na simulação da gravidade marciana.

BioRock

Muito pouco se sabe sobre como a microgravidade afeta as interações entre micróbios e minerais, mas pesquisas anteriores mostram que a ligação de micróbios às superfícies ou a formação de biofilmes, ocorre de forma diferente no espaço: em geral, os biofilmes aumentam, tornam-se mais espessos e mostram formas e estruturas particulares em microgravidade.

Conforme explicado pelo investigador principal Charles Cockell, professor do Centro de Astrobiologia do Reino Unido, na Universidade de Edimburgo, sobre a BioRock:

Estamos estudando três tipos de micróbios, dando-nos a primeira comparação entre os comportamentos de diferentes micróbios no ambiente espacial.